Você está aqui

A inovação de modelo de negócio é fundamental para garantir o desempenho saudável da empresa. Afinal, não estamos falando apenas de tecnologias, mas da capacidade de olhar para os processos e estratégias, identificando oportunidades de inovar. Como o modelo de negócios tem como foco o cliente e sua dor, é preciso pensar em maneiras diferenciadas de entregar a melhor solução.

Neste artigo, falaremos sobre a importância de inovar para o desenvolvimento dos negócios. Essa é uma excelente maneira de se destacar no mercado e garantir que o mix de produtos criado obtenha aceitação. Continue a leitura e veja como elaborar o modelo de negócio tendo a inovação nas empresas como aliada!

Entenda o poder da inovação de modelo de negócio

Como o modelo de negócio traz um novo tom para a companhia? Simples: desenvolvendo novas perspectivas e encontrando caminhos que aproveitam o potencial da empresa. A inovação, aqui, está justamente nesse ponto — pensar em melhorias como surpreender o público, alcançar diferentes targets ou mesmo otimizar processos de produção.

O McDonald’s, por exemplo, revolucionou o mercado de food service não só por causa das franquias, mas pensando no cardápio, na dinâmica de montagem dos pratos e no desenvolvimento de algumas tecnologias. Entretanto, isso aconteceu na metade do século passado, quando a transformação digital ainda não havia chegado com a força dos dias atuais.

Diariamente, vemos grandes indústrias trazendo soluções que impactam seus segmentos de mercado, independentemente do setor. Temos como exemplo a Dell e a Tesla, que adotaram o esquema D2C (direct to consumer), alcançando seus clientes finais. Além disso, a indústria 4.0 permite a implementação de um maquinário, viabilizando o desenho de novos processos.

Veja os pontos fundamentais para começar a inovar no negócio

Claro que a transformação digital foi um dos pontos altos para que modelos de negócio inovadores surgissem. No entanto, muitos aspectos devem ser considerados ao pensar em novas soluções. Veja, a seguir, alguns fatores que influenciam o desenvolvimento do planejamento estratégico da empresa.

Por que acompanhar mais do que as tecnologias?

Talvez ideias como o uso de inteligência artificial ou a automação de processos estejam em destaque quando observamos as tendências inovadoras. Contudo, o caminho para encontrar essas soluções não começa na pesquisa de tecnologias. É preciso pensar na proposta de valor da empresa, descobrindo formas criativas de conquistar o público e até alcançar novos perfis de consumidores.

Quando a Apple chegou ao smartphone, o objetivo não era apenas seguir o avanço tecnológico em um celular, mas sim entender como surpreender o consumidor com um aparelho. Vivemos a era da experiência, e é importante que o propósito da empresa esteja alinhado às expectativas do cliente.

Inovar é apenas seguir as tendências do mercado?

Apesar de cases de sucesso servirem de inspiração na hora de inovar, é necessário algo mais para conquistar esse caráter. Marcas disruptivas como Google, Uber e Netflix precisaram sair do convencional para acertar precisamente a dor do seu público. Por isso, mesmo que seja importante acompanhar o que está acontecendo, também é fundamental ter uma perspectiva criativa para desenvolver as próprias soluções.

Como ferramentas de mapeamento de processos podem contribuir?

O mercado industrial, por exemplo, adota muitos processos para garantir uma linha de produção. Ferramentas de BPM (Business Process Modelling) são excelentes para entender os diagramas e encontrar formas de reduzir custos ou aumentar a lucratividade do negócio.

Confira as principais dicas para conseguir inovar

Na hora de desenvolver o modelo de negócio, é possível ter insights mais certeiros. Para isso, é importante estar atento a alguns aspectos que podem promover a melhoria de processos e entregas.

Busque inspirações em outras fontes

Quando um modelo inovador faz sucesso, isso não significa que ele deve beneficiar apenas seu segmento de mercado. Grandes marcas como Uber, Airbnb e iFood trabalham em setores diferentes, mas têm um princípio em comum: contam com uma rede de parceiros, terceirizando o serviço oferecido.

Por isso, ao pesquisar cases de sucesso, não é preciso se limitar apenas aos destaques da sua área. Pense nesse processo como um apanhado para se referenciar em estratégias que funcionaram (e por que elas funcionaram), contrapondo, também, com aquelas que deram errado por algum motivo.

Analise as soluções oferecidas

Às vezes, existe uma padronização na proposta de valor do modelo de negócio. No entanto, o ideal para inovar é analisar o que você oferece. Enquanto a maioria das empresas de automóveis tem modelos focados em seus diferenciais e soluções, a Tesla resumiu o modelo de negócios em 3 etapas. São elas:

  1. desenvolvimento de um produto com ticket alto e voltado para um público seleto;
  2.  criação de um produto com ticket médio — que alcança a classe média e tem um volume um pouco maior de vendas;
  3. lançamento de um produto de valor acessível para atingir as massas e ter lucratividade pelo volume de vendas.

Capacite as lideranças para uma visão de inovação

Para uma empresa que já está no mercado, contar com as vivências e experiências do público interno ao inovar é fundamental. Para isso, é preciso estimular a liderança para inovação, ou seja, permitir que a criatividade e a participação sejam recebidas com respeito e atenção. Da mesma forma, essa cultura deve ser estimulada em toda a empresa.

Afinal, grandes ideias podem vir de qualquer setor e promover soluções inovadoras, mas os empregados só se sentirão confiantes em compartilhá-las quando perceberem que são ouvidos e respeitados.

Foque na dor do cliente

Por fim, não há nada mais inovador no modelo de negócio que combinar a solução oferecida com o problema enfrentado pelo consumidor ideal. Então, antes de finalizar a modelagem, pergunte-se qual é o impacto da inovação para o seu público ou para um novo público.

Viu como é possível se beneficiar com a inovação de modelo de negócio? Para isso, o foco não pode estar apenas nos resultados, mas principalmente no produto oferecido — pensando desde os processos de produção até o seu formato final —, na dor que ele resolve e em como melhorar a experiência do cliente. A tecnologia certamente contribui, porém, um posicionamento empreendedor e o propósito da marca são essenciais no desenvolvimento.

Se você quer ampliar sua visão sobre o assunto, baixe agora mesmo nosso e-book com 16 tendências para impactar seu negócio nos próximos anos!

quarta-feira, 13 de Janeiro de 2021 - 12h12

Deixe um Comentário

13 + 7 =